Quarteto de Cordas da Cidade se junta a Fernando Ávila e Thiago Hessel em apresentações na Praça das Artes

De Instituto Odeon em 11 de setembro de 2019


Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo | Foto: Fabiana Stig
Com repertórios distintos, o grupo se apresenta nos dias 12 e 26 de setembro na Sala do Conservatório com obras de Ravel, Debussy, Frank Marocco e Felipe Kirst Adami;

Neste mês, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, composto por músicos reconhecidos no cenário musical brasileiro e internacional, faz duas apresentações na Sala do Conservatório, na Praça das Artes, extensão do Theatro Municipal de São Paulo.

No concerto do dia 12, o violista Marcelo Jaffé, o violoncelista Rafael Cesario e os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios interpretam o primeiro e único quarteto de cordas escrito por Claude Debussy, um dos compositores que revolucionaram a escrita da música de concerto. “Na Exposição Universal de 1889, em Paris, [Debussy] teve contato com diversas culturas que usavam outros tipos de escala e sonoridades. Ele transferiu essas novas informações para a música de concerto”, explica Jaffé.

O programa segue com Quarteto em Fá maior, de Maurice Ravel, outro grande compositor francês que também escolheu o quarteto de cordas para realizar uma série de experiências sonoras e trazer inovação à música francesa. Com muita habilidade, Ravel apresenta nesta obra um coletivo poderoso e que valoriza individualmente cada um dos instrumentos para esta formação.

Fernando Ávila e Thiago Hessel 

O Quarteto de Cordas da Cidade volta a se apresentar no dia 26 de setembro e desta vez acompanhado dos solistas convidados, Fernando Ávila (acordeon) e Thiago Hessel (contrabaixo). Juntos, apresentam as composições do disco autoral de Fernando, A Lua de Santiago. Produzido por meio de financiamento coletivo, o álbum transita entre a música latino-americana, com ritmos como tango e milonga, e a música brasileira, com o baião e a bossa nova. “O repertório busca apresentar o acordeon como um instrumento de música de câmara, conciliando sua sonoridade tão particular que já está inserida na música popular, ao lado de instrumentos tidos como eruditos, como o quinteto de cordas. É uma mescla que combina muito”, esclarece Fernando Ávila.

O quarteto da cidade se interessou pelo trabalho que o gaúcho Fernando Ávila realizava com a música regional quando dois de seus integrantes, Betina e Marcelo, dividiram o palco com ele durante um festival de música no sul do País. “Resolvemos trazê-lo para compartilhar com o público de São Paulo essas experiências”, destaca Marcelo Jaffé. “Vai ser o evento mais importante da minha carreira, um divisor de águas para o meu trabalho tocar em São Paulo pela primeira vez. Estou muito feliz com esse convite, admiro demais esses músicos. Sem sombra de dúvidas, o melhor quarteto de cordas do país”, completa Fernando.

Para este concerto do dia 26 os arranjos são de Felipe Kirst Adami e foram feitos especialmente para acordeon e quinteto de cordas (contrabaixo).

Ensaio aberto gratuito

Um dia antes de cada apresentação, 11 e 25 de setembro, o grupo realiza um ensaio aberto gratuito às 18h na Sala do Conservatório. Essa é uma ótima oportunidade para acompanhar e aprender sobre o processo musical e as obras do repertório.

Serviço:

12/9
Quinta | 20h

QUARTETO TOCA DEBUSSY E RAVEL
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Programa:
Claude Debussy: Quarteto, Op. 10 em Sol menor
Maurice Ravel: Quarteto em Fá maior

Local: Sala do Conservatório – Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281                 
Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.brou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes – Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do evento.
Capacidade: 200 lugares

26/9 Quinta | 20h
A LUA DE SANTIAGO
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo
Fernando Ávila, acordeon
Thiago Hessel, contrabaixo
Felipe Kirst Adami, arranjos

Programa:
Fernando Ávila: Luna
Fernando Ávila: Tango Bolero
Frank Marocco: Cynthia
Fernando Ávila e Felipe Martini: Poente
Fernando Ávila e Felipe Martini: Cheio de Bossa
Fernando Ávila: Simplifiquei-te, baiãozinho!
Felipe Kirst Adami: Desvariações
Fernando Ávila: Le Petit Chat Boris
Fernando Ávila e Felipe Martini: Baião em Lá
Fernando Ávila: Aragana

Local: Sala do Conservatório – Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281                                   
Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.br ou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes – Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do evento.
Capacidade: 200 lugares

*Programação sujeita a alterações.

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Por iniciativa de Mário de Andrade, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo foi fundado em 1935. Inicialmente era chamado de Quarteto Haydn buscava difundir a música de câmara e estimular compositores brasileiros a compor novo repertório para o gênero. O grupo passou a ser chamado de Quarteto de Cordas Municipal a partir de 1944, chegando à sua forma definitiva em 1981, como Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

 A atual formação conta com os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios, o violista Marcelo Jaffé e o violoncelista Rafael Cesario, músicos de intensa atividade no cenário musical brasileiro e de prestígio internacional, que se destacam também pela atuação em concertos, recitais e atividades pedagógicas. 

Em concertos comentados, o Quarteto apresenta o amplo repertório para a formação, inclusive o de vanguarda, promovendo o contato do público com todas as tendências e escolas de composição, como parte do projeto original do grupo, de fomento e formação de plateias. Em sete oportunidades o Quarteto de Cordas ganhou o prêmio de Melhor Conjunto Camerístico da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e por três vezes o Prêmio Carlos Gomes. A Sala do Conservatório é a casa do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.